Mercado

Definir seu público ajuda em uma comunicação mais eficiente

26/04/17 - ISSOaí Design

Ao identificar seu avatar, o trabalho feito para aproximação da marca com o público fica mais direcionado e facilita o engajamento

Após a criação do Facebook, Twitter, e outras redes sociais, as marcas começaram a ter que se reinventar para se aproximar do seu público. Hoje não basta simplesmente criar uma fanpage e publicar conteúdo institucionais torcendo para que as pessoas curtam ou compartilhem. O poder da informação ganhou novos canais e a palavra chave se transformou em engajamento.

Uma das grandes preocupações das marcas, tem sido em como criar um conteúdo relevante e direcionado para aquelas pessoas que podem vir a se tornar novos consumidores. Para chegar a esta solução, o caminho passa essencialmente pelo descobrimento de quem é o público com quem sua marca se relaciona?

Para descobrir isso, é importante a compreensão de quem a empresa já atende, e partir disso tentar identificar padrões de comportamento que contribuam para a definição do público.

• O que seu público esta buscando?

• Qual é o objetivo que ele quer alcançar?

• Quais são as expectativas em cima do seu serviço/produto?

Além disso, hoje em dia, é fácil de encontrar dados já computados de públicos que a marca pretende atingir.

Basicamente, é importante entender quais são os pré-requisitos para que o usuário (avatar) consuma seu serviço/produto. Muitas vezes, este pré-requisito não esta atrelado necessariamente ao produto final, isto é, pense na Starbucks. Uma cafeteria, americana, que tem como produto final o café. Se olharmos para o público de forma rasa, podemos entender que temos que criar campanhas para pessoas que consumam café. Porém, a Starbucks entendeu que o seu negócio esta atrelado ao ato de tomar café, ou seja, tudo que circunda a experiência de um café. Isto significa: Ser chamado pelo nome quando seu “mocha” esta pronto, ou ter um ambiente aconchegante, com internet rápida para que o público se sinta mais acariciado e permaneça mais tempo no local. Ou seja, o público no final das contas, não vai na Starbucks simplesmente pelo café, mas sim, por toda a experiência que a empresa proporciona para o consumidor.

A ideia aqui é justamente definir este público para que a marca possa proporcionar ao usuário uma experiência única.

Por isso, antes de qualquer coisa, gaste o máximo de tempo possível entendendo o seu negócio, para que quando você parta para a ação, ela seja certeira e diferenciada.